Na ONU, Bolsonaro preparava ataque a ministros do TSE

Publicado em 22 de setembro de 2022

Presidente foi convencido por assessores a retirar da versão final do texto parágrafo em que associava a libertação de Lula ao processo eleitoral

O discurso original de Jair Bolsonaro na abertura da Assembleia Geral da ONU previa um ataque ao Supremo e ao sistema eleitoral, mas o presidente foi convencido por assessores a retirar o parágrafo da versão final do texto.Logo após citar indiretamente Lula, ao mencionar a gestão temerária e corrupta instalada na Petrobras, Bolsonaro diria: “Lembro que, mesmo não sendo absolvido, os juízes que tiraram o responsável por essa tragédia da cadeia, são os mesmos que conduzem o atual processo eleitoral brasileiro”.

Ele insistiu em manter a declaração até poucos minutos antes de discursar, mas acabou desistindo. Como registramos ontem, Bolsonaro aproveitou o palanque em Nova York para criticar o período em que “a esquerda presidiu o Brasil”, reiterando que o petista foi condenado em três instâncias.

O Antagonista

Alda - 391x69

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.