Barros diz que o voto impresso será decidido pelo Congresso com aval do Judiciário

Publicado em 10 de junho de 2021

O líder do governo na Câmara dos Deputados, deputado federal Ricardo Barros (PP-PR), manifestou satisfação com o compromisso feito pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, de cumprir uma eventual decisão do Congresso Nacional pela adoção do voto impresso a partir de 2022.

“O governo é favorável à tese do voto auditável. O Parlamento decidirá e fico feliz por saber que haverá o cumprimento da decisão. Afinal, quando votamos a criação de quatro Tribunais Regionais Federais (TRFs), o ministro Joaquim Barbosa deu uma liminar e não implementou a decisão de emenda constitucional aprovada nesta Casa com quórum qualificado”, disse Barros. “Então, se houver o cumprimento, será muito bom”, acrescentou.

O parlamentar paranaense ressaltou que o voto auditável é uma questão de segurança para o eleitor, sem prejuízo da tecnologia. “Em 1989, quando fui prefeito de Maringá, doei os três primeiros computadores que a Justiça Eleitoral brasileira teve. A informatização é uma conquista importante para todos os brasileiros”, acrescentou.

Alda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.