OAB Paraná

Publicado em 26 de novembro de 2020

Recrudescimento da pandemia adia
Colégio de Presidentes em Paranavaí

Ficou para 2021 a realização do Colégio de Presidentes da OAB-Paraná, que seria realizado na próxima semana, dias 3 e 4, em Paranavaí. O adiamento foi em decorrência do crescimento dos casos de Covid-19 em todo o país. “Está vindo aí parece que uma segunda onda. O número de casos é alarmante. Por isso, em comum acordo, decidimos pela suspensão temporária do Colégio, mas que acontecerá no ano que vem”, diz a presidente da Subseção da OAB de Paranavaí, Célia Zanatta.O Colégio, que reúne a executiva da Seção Estadual e os presidentes das 48 subseções, mais os delegados da Caixa do Advogado, seria realizado nos dias 19 e 20 de março. Mas o avanço da pandemia do novo coronavírus pelo pais provocou sua suspensão. No mês passado, o encontro foi remarcado para os dias 3 e 4 de dezembro, mas sem a presença dos delegados para viabilizar o distanciamento social. Agora, com o recrudescimento da pandemia, aconteceu a nova suspensão.

“Trata-se de um evento importante. É a primeira vez que será realizado em Paranavaí. Mas diante da situação e até em solidariedade aqueles que estão sofrendo com esta pandemia, doente ou perdendo entes queridos, em reunião com a participação do Dr. Cássio (Telles, presidente da OAB-PR) e o Dr. Anderson (Donizete dos Santos, conselheiro estadual da Ordem e ex-presidente da OAB-Paranavaí), chegamos à conclusão que o melhor seria a suspensão”, informou Zanatta.

Ela acrescentou que se trata de uma suspensão e não cancelamento. “Já temos o compromisso do Dr. Cássio de que assim que a situação se normalizar, o próximo Colégio será realizado em Paranavaí, o que será uma grande honra para nós, pois nossa cidade será a Capital da Advocacia Paranaense por dois dias”.

A presidente da OAB-Paranavaí agradeceu o empenho de toda a comissão que estava trabalhando na organização, inclusive do pessoal de apoio da Seção Estadual. “Estávamos todos muito animados, mas a suspensão foi a melhor decisão. E todos os companheiros reconheceram que o adiamento seria o melhor a fazer. Então, apesar de chateados pois a gente não esperava isso, temos a convicção de que foi tomada a medida certa e ano que vem, se Deus quiser, vamos fazer um grande evento em Paranavaí”, finalizou Zanatta.

Alda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.