Abertura de shoppings

Publicado em 22 de maio de 2020

“Flexibilização não é relaxamento. Ao contrário. Temos
que aumentar os cuidados pois há mais gente circulando”

As regras de isolamento social na atividade econômica sofreram um novo relaxamento em Paranavaí, com a autorização da abertura de shoppings e galerias com a adoção de medidas de biossegurança para minimizar a transmissão do novo coronavírus, a Covid-19, cuja pandemia afeta o Paraná desde março. “Esta flexibilização é uma grande conquista, mas não pode ser confundida com relaxamento. Ao contrário. Os empresários e consumidores devem aumentar os cuidados, já que há mais pessoas circulando pela cidade com estas liberações”, alerta o gerente-executivo da Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí (ACIAP), Carlos Henrique (Kaká) Scarabelli.

Representante da entidade no Comitê de Operação Emergencial, que discute e avalia as medidas de enfrentamento à pandemia no município, Scarabelli diz que “o comprometimento dos empresários com as normas de biossegurança ajudou na abertura dos shoppings”, ou seja, depois de ficar 19 dias fechado, o comércio foi reaberto, mas os empresários assumiram compromissos para reabrir  seus estabelecimentos. “O fato de os empresários terem acatada todas as recomendações criou um clima favorável, um ambiente de confiança na categoria. E isto teve influência na autorização para a reabertura dos shoppings”, diz o gerente da Associação.

Para o presidente Maurício Gehlen, a postura dos empresários mostra “de forma cabal e cristalina” que os empresários de Paranavaí “estão preocupados sim em reativar a economia, mas, ao mesmo tempo, cuidam da vida de seus colaboradores e clientes”.

“Temos que ser inteligentes, cuidar do negócio, da atividade empresarial, mas sem esquecer dos riscos que a pandemia representa para vidas humanas. O empresário de Paranavaí está dando exemplo que soube ter paciência, inteligência e comprometimento com a saúde pública. E vamos continuar assim, sem qualquer descuido. A ACIAP cumprimenta os empresários da cidade, especialmente os varejistas que têm maior contato com a população, pela forma ordeira e sábia com que vem enfrentando o coronavírus”, acrescentou Gehlen.

“Este trabalho pós pandemia será essencial para a retomada dos negócios com maior brevidade. Seremos a segunda cidade do Paraná a ter um planejamento de recuperação, a primeira foi Cascavel. É claro que mais dia, menos dias, sairemos da crise. Mas com este plano o processo será muito mais rápido e de forma ordenada. As dificuldades são grandes, mas não maiores que a disposição dos nossos diretores, colaboradores e associados em trabalhar com afinco e inteligência para deixar esta crise econômica o mais rápido possível”, sublinha Gehlen.

Alda

Um comentário sobre “Abertura de shoppings

  1. Enquanto outras cidades da região fecharam totalmente os trechos das ruas em frente aos bancos, montaram coberturas externas para proteção contra o sol e a chuva, disponibilizaram cadeiras que também ajudaram a manter o afastamento – aqui, […], fizeram uma das filas adentrarem pelo estacionamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.