Corregedor arquiva reclamação contra Thaméa e Deltan

Publicado em 20 de dezembro de 2019

O corregedor-nacional do Ministério Público, Rinaldo Reis, arquivou uma reclamação disciplinar contra Thaméa Danelon e Deltan Dallagnol baseada nas mensagens roubadas da Lava Jato.
A suspeita é de que eles teriam ajudado a redigir um pedido de impeachment de Gilmar Mendes apresentado pelo advogado Modesto Carvalhosa.
Reis considerou que as mensagens não podem ser usadas como prova — foram obtidas ilicitamente e não há qualquer garantia de autenticidade e integridade do material.
A reclamação foi apresentada por uma tal “Associação Brasileira de Juristas pela Democracia” — advogados e professores de direito petistas, sem nenhuma credibilidade.
O Antagonista

Alda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.