Veneri é vaiado ao criticar Damares

Publicado em 13 de agosto de 2019

Depois de criticar a concessão do título de Cidadã Benemérita do Paraná à ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, o deputado Tadeu Veneri, retirou-se da sessão.
“O fascismo não se homenageia. O fascismo se combate”, disse Veneri.
Para o deputado, as exonerações promovidas pelo presidente da República na Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos, assim como suas declarações retratando as vítimas da violência da ditadura militar como “terroristas”, e suas pregações contra os direitos das minorias não podem ser legitimados no parlamento.
Veneri deixou a sessão debaixo de vaias.

Alda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.