Beto pede devolução de objetos pessoais

Publicado em 16 de abril de 2019

Beto Richa pediu à Justiça que devolva os objetos seus pessoais apreendidos quando o ex-governador foi preso pelo Gaeco, em 19 de março, por fatos investigados na Operação Quadro Negro, que investiga desvio aproximadamente R$ 20 milhões na Educação.
O pedido foi feito ontem (15), e a defesa alega que canetas, relógios, abotoaduras e óculos de sol apreendidos têm “valor irrisório” e são de uso pessoal de Richa. Que, se os bens forem leiloados e o réu absolvido, causaria um dano irreparável “visto que grande parte dos bens apreendidos são dotados de inestimável valor sentimental, pois foram dados de presente ao requerente por entes queridos em ocasiões especiais”.

Objetos apreendidos:

12 óculos de sol de marcas como Prada, Dolce & Gabbana, Ray Ban, Dior, e Mormaii;

14 pares de abotoaduras de marcas como Mont Blanc, Bvlgari e um prendedor de gravatas;

21 canetas de marcas como Crown, Mont Blanc, Harley Davidson, Porsche, Cartier, Waterman e Parker;

6 relógios de marcas como Cartier, Carrera, Richard Mille, e Zodiac;

1 cinto da marca Mont Blanc;

Joias: três correntes, uma pulseira e um anel de marcas não identificadas.

Alda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.