“Sempre que Mourão abre a boca

Publicado em 10 de fevereiro de 2019

cria um problema para o governo”

Nos últimos dias, líderes evangélicos expuseram a insatisfação com Hamilton Mourão.
O ponto central das queixas foi a manifestação do vice contra a transferência da embaixada brasileira em Israel para Jerusalém
“Vamos cobrar [do Bolsonaro] o cumprimento daquilo que foi tratado. Se o Mourão está a serviço de algum grupo de interesse contrário a que isso aconteça, tenho convicção que ele perdeu essa queda de braço. Mourão é um poeta calado. Sempre que abre a boca cria um problema para o governo”, disse ao Estadão o deputado Sóstenes Cavalcante, da bancada evangélica.
O Antagonista

Alda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.