“É muito difícil ser patrão no Brasil”

Publicado em 05 de dezembro de 2018

Em entrevista ontem (4), após reunião com parlamentares do MDB e do PRB à tarde, em Brasília, Jair Bolsonaro disse que “Hoje em dia continua sendo muito difícil ser patrão no Brasil”. Defendeu um aprofundamento da reforma trabalhista, com medidas mais favoráveis a empregadores e que estimulem contratações.

“Na última reforma trabalhista, que votei favorável, já tivemos reflexo positivo, número de ações trabalhistas caiu pela metade”, disse Bolsonaro. No ano passado, o Congresso aprovou projeto do presidente Michel Temer que mudava leis trabalhistas. Entre as novas regras, acordos entre patrão e empregado passaram a ter “força de lei” – “Estamos estudando [novas mudanças]. Não basta ter direitos e não ter empregos, esse é o grande problema que existe”.

Segundo Bolsonaro,  empregadores devem “entrar na guerra” pela mudança na legislação trabalhista: “Tenho dito que vão ter que entrar nessa guerra, não dá para deixar só com o governo. Alguns dizem que podemos nos aproximar da legislação de outros países como os Estados Unidos, mas acho que seria aprofundar demais.”

Alda

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.