Accorsi defende conscientização

Publicado em 11 de julho de 2018

O ex-deputado chama a atenção do eleitor para votar
em candidatos viáveis e evitar a pulverização de votos

AccorsiO ex-deputado estadual Luiz Accorsi defende maior conscientização da população para evitar que candidatos de outras regiões venham para cá buscar votos. “O eleitor da região tem que votar em nomes da região”, diz ele, que se diz indignado com elevado número de “candidatos que vem de fora e leva os votos da nossa região”. Ele também defendeu que o eleitor investigue o passado dos candidatos. “Temos que votar em quem tem um passado sério”, sentencia.

Dentro desta perspectiva, Accorsi disse que vai apoiar a candidatura do ex-prefeito de Paranavaí, Rogério Lorenzetti (PSD), a deputado federal. “O Rogério foi um baita administrador que Paranavaí teve. É sério e honesto. Eu acredito na sua capacidade de renovação”, acrescentou.

Accorsi defendeu também que o eleitor avalie entre os candidatos da região os que têm maiores chances de se eleger. Contrário à pulverização de votos, o ex-parlamentar disse que “não adianta votar em quem não tem condições de se eleger, pois isso divide a eleição, tirando votos, assim, de quem tem muita chance no pleito”.

RATINHO JÚNIOR – Accorsi anunciou que vai apoiar a candidatura do deputado Ratinho Júnior (PSD) para o Governo do Estado. Na sua avaliação, Ratinho “tem uma vasta experiência, viajando inclusive para diversas cidades do exterior trazendo inovações e novas ideias para o Paraná”.

Residente no município de Porto Rico, o ex-deputado estadual, disse apoiar Lorenzetti e Ratinho porque acredita na capacidade de ambos para promover o desenvolvimento da região. “Eles têm capacidade, tem passado limpo e estão comprometidos com o desenvolvimento e a geração de empregos”, finalizou Luiz Accorsi.

Alda

Um comentário sobre “Accorsi defende conscientização

  1. Acorsi tem razão, toda razão, inclusive quando não diz, até porque, como político, passamos pela vida construindo pontes, alianças, e aí vemos que nomes que hoje querem participar das próximas eleições, não souberam construir relacionamentos, por mais que citem seu passado, vemos que o que restou foram arrogância, prepotência, e muita vontade de poder, nada mais que isso. Agora que cada um use do que construiu, e proteja-se.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.