Clinica Vida
Filcafé
Psicoclínica

Kaká candidato

Publicado em 27 de maio de 2016 - 16:27

Kaká blogO prefeito Rogério Lorenzetti (PMDB) confirmou hoje a este Blog que seu secretário de Desenvolvimento Econômico e que está acumulando a Secretaria de Comunicação Social, Carlos Henrique Scarabelli, o Kaká (PMDB), deverá se desincompatibilizar do cargo para disputar as eleições majoritárias deste ano.

Com esta informação, sobe para quatro o número de secretários municipais que devem deixar seus cargos na próxima semana: Aparecida Gonçalves (PDT, Educação), Moacir Maciel (PMDB, Desenvolvimento Urbano), Nivaldo Mazzin (PTB, Proteção à vida e Trânsito) e agora Scarabelli.

Questionado se a desincompatibilização de Kaká era pra valer, (já que três secretários estão saindo para eventualmente disputar o mesmo cargo), Rogério foi enfático: “A decisão foi dele. Em política não temos brincadeiras, mas estratégias. Agora a decisão é partidária”.
Foto: Portal da Cidade

Depósito Casarão

Viotto prega união para fortalecer o Município

Publicado em 27 de maio de 2016 - 14:30

Presidente da ACIAP quer união de todos os segmentos para evitar evasão de consumidores e atrair os da região
Roberto ViottoO presidente da Associação Comercial e Empresarial de Paranavaí (ACIAP), João Roberto Viotto, está agendando encontros com segmentos produtivos a fim de promover o desenvolvimento econômico da cidade. “Precisamos promover a união do setor produtivo para fortalecer o município”, sentencia o líder empresarial.
“Precisamos entender a dificuldade de cada setor, propor soluções conjuntas, porque só com parcerias vamos fortalecer o município”, cita Viotto, que aponta que alguns benefícios que a cidade está conquistando podem trazer problemas para o município se medidas não forem tomadas agora. Ele se refere às obras de duplicação da BR-376 entre Paranavaí e Nova Esperança, que deixará todo o trecho até Maringá em pista dupla, com mais segurança e conforto aos usuários. “Se não tomarmos cuidado, vamos ter uma grande evasão de consumidores e perder os da região. Precisamos estar articulados entre os setores produtivos – comércio, indústria e principalmente os profissionais liberais -, e com o poder público para atuar em defesa de nossas atividades”, esclarece ele. Continuar lendo

Ansiedade New

A despeito da recente divulgação de que a Credencial Construtora, que segundo o juiz Sérgio Moro pode ser uma empresa de fachada, doou R$ 100 mil para a campanha de Zeca Dirceu, o deputado acaba de distribuir a seguinte nota à imprensa:
“Não há nenhuma denúncia criminal, quanto mais investigação da Polícia Federal sobre o parlamentar, até porque isso demanda autorização do Supremo Tribunal Federal (STF), o que nunca aconteceu.
Não há e nunca houve qualquer tipo de tratativa do parlamentar junto às diretorias da Petrobras e as empresas investigadas na Lava Jato. Continuar lendo

Depósito Casarão

E agora Brasil?

Publicado em 27 de maio de 2016 - 10:38

Parece distante a solução da crise política, econômica e institucional em que envolveram a “Pátria Amada”.
Aos poucos, até mesmo os apoiadores, começam a questionar as possibilidades de sucesso do governo interino, ante a realidade de um País esquartejado pela ação da corrupção e dos desmandos. 
O editorial do Estadão fala com propriedade do assunto:
“Reduzir ao menor tempo possível a interinidade do governo Michel Temer, sem comprometer as garantias do rito processual definido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), é medida que atende plenamente ao melhor interesse nacional, na medida em que, sem as inconveniências inerentes à transitoriedade, o presidente da República terá maior poder político para negociar com o Congresso e a sociedade a implementação de medidas de austeridade necessárias ao restabelecimento urgente do equilíbrio fiscal e à recuperação da economia em bases sustentáveis. Continuar lendo

Ansiedade New

“A Lava Jato é um patrimônio objetivo do País”

Publicado em 26 de maio de 2016 - 23:07

Diante dos diversos escândalos e alvoroços políticos deflagrados pela divulgação de gravações feitas pelo ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, envolvendo importantes autoridades e mostrando as tentativas de conchavos para “delimitar” a ação da Operação Lava Jato, entrevistado pelo Jornal Nacional, “o Ministro aposentado do Supremo Tribunal Federal, Ayres Britto, repudia qualquer possibilidade de interferência de um poder sobre outro. Um acordão do governo, do congresso e do judiciário esbarraria na vontade popular, que é soberana, e defende a Lava Jato”:
“Jamais o Supremo entraria neste tipo de orquestração. O Supremo é um fidedigno intérprete e aplicador do sistema jurídico a partir da Constituição. A Lava Jato está vacinada contra qualquer tentativa de embaraço, de desfazimento, de bloqueio, ela se autonomizou passou a ser uma questão de honra nacional prosseguir com ela, A Lava Jato hoje é um patrimônio objetivo do País. Não há governo, não há bloco político, não há conluio que impeça a Lava Jato de prosseguir fazendo esta união virtuosa, democrática, já observada com o julgamento do mensalão: a união entre direito penal e princípios republicanos”.

Depósito Casarão

Dinheiro ilegal para Renan, Jucá e Sarney

Publicado em 26 de maio de 2016 - 12:44

O Globo
“A delação do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado não se resume a gravações de conversas que teve com o presidente do Senado, Renan Calheiros, com o ex-presidente José Sarney e com o ex-ministro do Planejamento Romero Jucá. Numa série de depoimentos prestados à Procuradoria-Geral da República, Machado falou sobre a arrecadação de dinheiro de origem ilegal para políticos aliados, entre eles Renan, Jucá e Sarney, segundo disse ao GLOBO uma fonte que acompanha o caso de perto.”

Ansiedade New

Conceito japonês

Publicado em 25 de maio de 2016 - 18:51

Instituto Maurício Gehlen adotará conceito japonês de atendimento a idosos no Centro de Convivência em Paranavaí


 

Guehlen

O modelo de atendimento adotado por instituições japonesas no acolhimento e atendimento a idosos será adotado pelo Centro de Convivência para Idosos, que será implantado em Paranavaí, pelo Instituto Maurício Gehlen. Para tanto, o industrial retornou semana passado ao Japão para aprofundar os conhecimentos no conceito japonês, conhecendo uma instituição que, embora se destine ao atendimento à crianças, é como se fosse um centro de convivência comunitário, e um centro de vida saudável. O primeiro na cidade de Toyohashi e o outro em Kakogawa. Para aprofundar os conhecimentos, Gehlen levou consigo ao Japão dois assessores: o contador Rui Nunes e o jornalista Jorge Roberto Pereira da Silva. O empresário Shiniti Ueta agendou e também participou das visitas, atuando como intérprete. CONCEITO – O Japão, explica o instituidor do Instituto, é uma referência no atendimento aos idosos. “O que fomos buscar é o conceito utilizado pelos japoneses neste tipo de atendimento. Vamos aplicar no Centro de Convivência de Idosos, mas a visita a um centro de atendimento à crianças também tem um conceito interessante e que será adaptado à nossa realidade”, explica Maurício Gehlen. Continuar lendo

Depósito Casarão

Recuperação da erosão no Distrito Industrial

Publicado em 25 de maio de 2016 - 18:45

Obras na erosão do DIP nesta quarta (3)A Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) trabalha intensificadamente nesta quarta-feira (25) na recuperação de uma erosão que afetou o Distrito Industrial de Paranavaí (DIP). Com as constantes chuvas das últimas semanas, o serviço teve que ser paralisado devido à umidade do solo. O município está construindo uma laje para conter o avanço da erosão. Depois das ferragens terem sido colocadas, o local foi concretado na última terça-feira (24) e as obras devem avançar conforme a estiagem se mantiver. Continuar lendo

Ansiedade New

Entrega das obras de reforma da Escola Getúlio Vargas (1)Estão marcadas para a próxima segunda e terça-feira, dias 30 e 31 de maio, duas importantes cerimônias de inauguração e entrega de obras que vão ajudar a marcar a revolução da Educação em Paranavaí. Na segunda-feira (30), a administração municipal entrega à comunidade da Vila Operária um novo Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI), que levará o nome do Professor Jacó de Jesus Souza. A solenidade está marcada para às 9h. Já na terça (31), o município entre as obras de reforma da Escola Municipal Getúlio Vargas, também na Vila Operária, durante uma solenidade marcada para às 19h, que deve reunir lideranças locais, pais, alunos e equipe pedagógica.
Novo CMEI – Na construção do Centro Municipal de Educação Infantil Professor Jacó de Jesus Souza foram investidos R$ 1.158.269.45. A área da construção é de 1.118,48 m². Continuar lendo

Depósito Casarão

Delegado Carlos Henrique Rossato Gomes (KIQ) – terceiro entrevistado da série


Taturana – Que razões levaram você a colocar seu nome à disposição para disputar a Prefeitura de Paranavaí?

KIQ – Sou filho de Paranavaí e grato pelas oportunidades que tive para aqui construir minha trajetória familiar e profissional e acredito que posso contribuir para mudar, para melhor nossa Cidade, através de ações e projetos.
Taturana – Se o seu nome for homologado pela convenção do seu partido, quais as principais propostas que levará ao eleitor?
KIQ – Logo que coloquei meu nome à disposição como pré-candidato, licenciei-me do cargo de delegado e, com apoio de companheiros do PSDB, temos buscado subsídios, através de reuniões com vários segmentos da comunidade, para elaborarmos um projeto viável para a nossa Cidade, com soluções específicas para cada área, que serão apresentados ao partido e registrados em cartório, em breve, com a devida divulgação para o público e abertura para debates e aprimoramento.
Uma das premissas do nosso projeto de governo será excelência na prestação dos serviços ao público.
Se de um lado os serviços públicos são prestados por pessoas, também são pessoas que deles carecem ou se beneficiam.
Por isso, o atendimento ao cidadão deve ser cada vez mais humanizado e eficiente.
Como servidor público e líder operacional da 8ª Subdivisão Policial, por mais de cinco anos, sempre busquei valorizar meus colaboradores, motivá-los e, quando necessário, cobrá-los.
Taturana – De onde sairão os recursos para colocar em prática as suas propostas?
KIQ – Com recursos cada vez mais escassos, é preciso ter muita responsabilidade na adoção de medidas para aproveitá-los da melhor maneira, e através de um orçamento participativo, e dentro das possibilidades, sem prejudicar o bom desempenho da gestão, dar continuidade ao processo de redução de gastos da máquina pública. Com menos despesas sobrarão mais recursos para investimentos e o melhor aproveitamento evitará novos gastos.
Também é preciso implementar o processo de atração de novos empreendimentos, para geração de emprego e renda, do fomento das atividades comerciais, industriais e agrícolas, e consequente melhoria da receita do Município.
Através de projetos bem elaborados, e viáveis, atrair o maior número de benefícios e investimentos dos governos estadual e federal.
Taturana – O que o leva a acreditar que poderá vencer as eleições deste ano?
KIQ – Acredito que nossas propostas são condizentes com os anseios da população.
Taturana – Para sua eleição conta com quais apoios?
KIQ – Estamos filiados no PSDB, por isso, acreditamos que toda base aliada ao atual Governo poderá se somar aos apoios já existentes. Mas acredito que, pela receptividade que vem demonstrando em nossas visitas, o maior apoio será da população.
Taturana – Porque você deixaria uma carreia policial brilhante, que tem agradado à população, para entrar na política?
KIQ – Quando entrei na polícia, queria auxiliar na melhoria da segurança em Paranavaí e transformar nossa Polícia Civil em uma instituição melhor e mais respeitada. Dentro das limitações, acho que atingimos o objetivo.
Hoje penso em dar essa contribuição na política, pois após tantos episódios tristes envolvendo os políticos brasileiros, é preciso fazer com que a população volte a acreditar em seus representantes e isso só será possível através de muito trabalho sério e bons resultados. Embora alguns admiradores do trabalho do “Delegado K.I.Q.” questionem nossa pré-candidatura, a maioria se empolga ao saber que, se Deus permitir, levaremos nossa experiência e postura combativa para a política. Sei que a cobrança será muito grande, pois a expectativa é enorme em virtude do trabalho realizado como delegado.
A título de informação, continuarei sendo Delegado de Polícia, o exercício de qualquer cargo eletivo exige apenas o licenciamento, após o prazo de eventual mandato voltarei ao cargo.
Taturana – Você é uma autoridade policial, que entende de segurança pública. Mas a segurança pública é dever do estado e não do município. Em que sua experiência policial poderá contribuir em uma eventual gestão sua?
KIQ – O Delegado de Polícia é um gestor público. A atividade engloba uma importante área da administração pública.
Tenho formação acadêmica em direito e conhecimentos sólidos em direito público que são as normas que regem a administração pública no Brasil. Portanto, me sinto experiente o suficiente para esse desafio.
Como líder de equipe, um delegado de polícia é responsável por tomar decisões imediatas que podem, inclusive, custar a vida de pessoas.
Gerir um órgão público é, em última análise, tomar decisões, apoiado em relatórios minimamente estudados e pareceres jurídicos exaustivamente discutidos.
A experiência adquirida como policial será uma ferramenta importante numa eventual gestão, pois o trabalho policial é baseado em conhecimento, informações e estratégias.
Um dos maiores problemas do nosso País é a corrupção. Com o tempo também aprendemos identificar estruturas criminosas nos mais diversos setores. Este conhecimento nos permitirá identificar com facilidade possíveis casos de corrupção e desvios dentro da prefeitura.
Por fim, a escolha da uma ótima equipe é a maior arma de um organismo policial e de uma boa administração também.

Ansiedade New

Justiça bloqueia bens de Rossoni

Publicado em 25 de maio de 2016 - 13:38

A 4ª Vara da Fazenda Pública determinou o bloqueio de R$ 2,4 milhões do secretário-chefe da Casa Civil Valdir Rossoni (PSDB) e três ex-funcionários de seu gabinete na Assembleia.
O secretário é acusado de ter mantido dois funcionários fantasmas em seu gabinete quando era deputado estadual, entre 2007 e 2010. O pedido foi feito pelo Ministério Público do Paraná (MP-PR). Leia mais, aqui.

Depósito Casarão

Machado gravou Jucá e Renan para livrar-se da cadeia

Publicado em 25 de maio de 2016 - 08:29

Para analistas ficou clara a estratégia de Sérgio Machado: no desespero, para livrar-se da cadeia, extrair elementos de Romero Jucá e de Renan Calheiros, para convencer a Justiça a homologar o acordo de delação premiada.
À procura de quem confirme suas acusações ao PSDB, assim como no caso de Jucá, Machado repete “não sobra ninguém”.
Se era esta a intenção deu certo. A delação premiada de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, foi homologada ontem por Teori Zavascki e suas gravações passam a ter valor jurídico.
Trechos das conversas entre Renan Calheiros e Sérgio Machado circulam nas mídias:
RENAN – Antes de passar a borracha, precisa fazer três coisas, que alguns do Supremo [inaudível] fazer. Primeiro, não pode fazer delação premiada preso. Primeira coisa. Porque aí você regulamenta a delação e estabelece isso.
MACHADO – Acaba com esse negócio da segunda instância, que está apavorando todo mundo. Continuar lendo

Ansiedade New

Participe

(14) 9974-2200
Chico Ramos
Jornalista / moderador
Ebano Penha A. Lopes
Tecnologia da Informação
Zé Roberto Balestra
Advogado / Revisor de Conteúdo
———————————–

Colaboradores

———————————–
Renato Benvindo Frata
Advogado / Escritor
Parreiras Rodrigues
Jornalista
Ary Bracarense Costa Jr
Advogado / Empresário
Sergio José
Administrador de Empresas
Jorge Roberto P. Silva
Jornalista

O TATURANA

Taturana não é a designação ou codinome de uma pessoa. É um projeto jornalístico idealizado por profissionais sem vinculação a qualquer grupo político, antenados nos acontecimentos diários.
Saiba mais