Violência não

Publicado em 11 de outubro de 2018

Bolsonaro-contra-a-violênciO despertar cívico/patriótico revelado pelo povo brasileiro nestas eleições ficará registrado na história. Infelizmente também deixará sequelas.
Ontem a noite, como resposta a acusações de agressão envolvendo seguidores, Jair Bolsonaro foi ao Twitter para dispensar os votos e “qualquer aproximação” de quem pratica violência.
Também denunciou que há um “movimento orquestrado” para forjar agressões e ligar seu nome ao nazismo – “que, assim como o comunismo, repudiamos completamente”.

Alda

Um comentário sobre “Violência não

  1. É-lhe impossível uma condenação clara e simples da violência pois é dela que ele se nutre. O Brasil está doente….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.