Defesa de Lula

Publicado em 07 de agosto de 2018

recorre de outro pedido de liberdade no STF

Para evitar que Lula seja considerado inelegível pelo STF, a defesa do petista havia desistido de um pedido de liberdade que tem como relator Edson Fachin, mas decidiu recorrer de um outro pedido na Corte, que estava nas mãos de Alexandre de Moraes, informa o Estadão.
Neste recurso, os advogados pediam, além da soltura de Lula, que o recurso sob relatoria de Fachin fosse analisado pela Segunda Turma, e não pelo plenário, como decidiu o relator da Lava Jato.
Agora a defesa insiste para que o pedido de suspensão da condenação seja julgado pela turma de Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello, além do próprio Fachin.
Os advogados do petista pedem que, caso Fachin não homologue a desistência do pedido sob sua relatoria, Moraes reconsidere sua decisão, para que o pedido seja então redistribuído à Segunda Turma.
Além de pedir que seja suspensa a execução da pena de Lula, a defesa afirma que nunca procurou, neste processo, debater sobre o aspecto eleitoral.
O Antagonista

Alda

Um comentário sobre “Defesa de Lula

  1. A defesa não quer mais tirar Lula da cadeia. Prova de que o Lula quer se utilizar da cadeia para se vitimizar. Típico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.